terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Bike Rio

Oiiii amigaaa,

Sumi mas não desapareci... sabe como é férias, festas de fim de ano, volta ao trabalho... tudo me tira da rotina, ai já viu.
Eu também andava meio sem assunto, por isso a falta de posts... mas aproveitando a sua viagem e a minha recente ida ao Rio, queria comentar com você sobre o serviço de aluguel de bike. 
O serviço em si nem é tão novo, já existia antes deu vir morar na África, nunca foi muito organizado, numa das minhas passagens pelo Rio, por exemplo, sequer vi qualquer bicicleta nas estações... enfim.... mas acho que isso é coisa do passado, tive uma grata surpresa nesta última viagem, milhares de estações espalhadas pela cidade toda. Claro que lembrei imediatamente de você!
Foto de DITO
Não sei se sua bicicleta ainda existe por lá, mas se não existir, não se preocupe... a cidade oferece!! 
Dá uma olhada no site deles.
Foto de Desenvolvimento de Sites
O que achei genial foi a forma como o sistema funciona, baixei um aplicativo para o telefone e nele você compra passes para o uso do serviço (R$10,00 por mês ou R$5,00 por 24hs), através do aplicativo (disponível para vários tipos de telefone, através do site deles) você também tem acesso ao mapa de estações e as informações de quantas bicicletas estão disponíveis... e se não estou enganada, ainda faz a liberação da bicicleta na hora do uso.
No Rio o serviço é patrocinado pelo Banco Itaú, por isso as bicicletas tem um tom laranja nada discreto, mas facilita na hora de observar como o serviço é super utilizado pela população. O que eu achei engraçado é que acabou virando uma ícone de referência cheguei a ouvir "vou pegar "uma itaú" para ir a ipanema".
Então, se estiver no Rio e der uma volta de itaú me conta como foi, ok?

Bjs e saudades!
Carol

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Pode vir porque hoje abre até mais tarde!

Amiga,

Saudade de ti! Faz tempo que não posto aqui, estou em falta com nosso blog. Comecei esse post uns dois meses atrás, mas hoje pensei: “de hoje não passa!”

Invandido a madrugada, o tópico não poderia ser mais propício: as galerias de arte e museus que abrem até mais tarde.

Esse tem sido um dos meus programas favoritos. Recentemente, quer dizer, dois meses atrás, fui com um amigo ao último dia de uma exposição na Whitechapel Gallery, que pela ocasião ficava aberta até às 21h.

 

 

Quando chegamos, às 19h, horário que a galeria já estaria fechada normalmente, entramos  na fila para comprar os tickets. Sim, havia fila!

Achei isso o máximo. As pessoas saem do trabalho, escola, etc diretamente para o mundo da arte. Foi uma experiência muito bacana; nunca tinha ido a uma galeria à noite se não fosse para um “opening”, que acaba muitas vezes sendo para networking e sempre regado à um vinho ou champagne. Nada mal, mas nem sempre dá para se prestar à atenção devida aos trabalhos expostos nessas ocasiões.

No “late opening”, como chamam quando as galerias abrem até mais tarde, você está ali concentrado, é diferente. Muito bacana!

E uma chance para quem trabalha em horário comercial durante a semana de conferir o que está rolando sem o tumulto dos fins de semana.

Há várias galerias e museus que fazem isso, entre elas a Tate Modern, o Brithish Museum, a já citada Whitechapel Gallery e muitas outras. Se estiver de passagem por Londres confira a informação nos websites porque os dias e horários variam.

Recomendo!

 

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

A origem do guaraná

Oi amiguinha, 

Por onde vc anda???

Estou te devendo posts sobre a viagem ao Rio, mas logo conto como foi....

Hoje passei rapidinho por aqui só para comentar uma coisinha....
O título pode te fazer pensar que darei uma aula de história sobre a origem do guaraná, mas a origem à qual me refiro é ao fruto do qual ele é feito.
Bebemos guaraná desde criança, na lata vemos aquela frutinha fofa, vermelhinha (que tá mais para acerola ou pitanga do que para guaraná...) Ai outro dia eu estava contando que já era grande quando vi um pé de guaraná, e foi pela TV, num comercial de Guaraná Antártica, e que fiquei espantada como o fruto é feio... parece um olho!! Vc já viu?!?!?!?

Só a título de curiosidade, segue abaixo algumas imagens do fruto do guaraná que encontrei na internet:
Não parece uma "penca de olhos"???

Bjks,
Carol

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Turista no Rio de Janeiro

Amiga,

Como você sabe em setembro vou visitar a terrinha... apesar de eu me jurar que só iria aparecer por lá no fim do ano, não deu para resistir... quando os primeiros ingressos do Rock in Rio começaram a ser vendidos ano passado resolvi mudar os planos, enfim... lá vou eu!
Mas dessa vez decidi que será diferente... to indo conhecer o Rio, fazer turismo MESMO!!!
O mais legal é que quando comentei isso aqui em Luanda, um amigo que já estava planejando ir ao Brasil na mesma época gostou da ideia e resolveu ir ao Rio, assim terei uma ótima companhia na exploração da Cidade Maravilhosa...

Esses dias comecei a lista dos lugares que pretendo visitar e descobri que tem muita coisa que não conheço!!! Uma vergonha!

Dá uma olhada na lista dos pontos que pretendo visitar...
- Mirante Dona Marta (nunca fui...)
- Praia Vemelha
- Mirante Dois Irmãos (nunca fui...)
- Forte do Leme (nunca fui...)
- Maracanã (apesar de estar em obra) + Museu do Futebol (nunca fui... mas tb esse é relativamente novo, né?!)
- Quinta da Boa Vista (não me lembro a última vez que estive lá...) (1)
- Museu Nacional (tb não me lembro a última vez que estive lá...)
- Zoológico (não me lembro a última vez que estive lá...)
- Passeio pelo Rio Antigo
   - CCBB
   - Paço Imperial (1)
   - Almoço na Confeitaria Colombo (não sei quando foi a última vez em que estive lá para o almoço ou lanche)
   - Teatro Municipal (tem um tour pelo teatro, mas eu nunca fiz)
- Bondinho de Santa Teresa (nunca andei...)
- Lagoa Rodrigo de Freitas + passeio de pedalinho (... não faço isso há anos...!)
- Pista de voo livre da Pedra Bonita e se tiver coragem... voo de asa delta (nunca estive lá e acho que só vou mesmo para saber aonde é... rs)
- Parque Lage
- Pôr do sol na pedra do Arpoador (dá para acreditar que nunca vi um por de sol de lá?! Fica ainda mais vergonhoso se você lembrar que eu morava do outro lado da praça)
Voo de helicóptero (não sei se será necessário depois de ver a cidade de tantos mirantes....)

Se ainda houver tempo:
- Prainha, Grumari + Museu do Pontal
- Feira de São Cristóvão
- Passeio de barco para Ilhas Tropicais
- Tour pela Favela da Rocinha (não estava inicialmente no meu roteiro, mas achei um site legal que oferece o tour... quam sabe não faço?)
- Caminhada na Estrada das Paineiras
- Planetário
- Museu Casa de Rui Barbosa

Fazendo pesquisas para planejar a viagem achei também algumas sugestões de walk tour:
Centro 1
Centro 2
Copacabana

Tem ainda uns pontos de alimentação que eu acho que valem como parte do tour:
- Churrascaria Porcão Rio's
- Cobal do Leblon
- Bracarense (aqui é o meu desejo de comer bolinho de aipim falando mais alto)
...
Acho melhor abordar esse assunto em outro post...

E ai, amiga, o que me diz?... To esquecendo alguma coisa???
Alguma sugestão???

Bjks,
Carol

OBS. post atualizado em 09/set/2011

Print it in Moleskine MSK format

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Post'It War

Amiga,

Mais uma da série, olha só o que estão inventando.... Essa poderia ter sido uma boa idéia para os baderneiros que fizeram arruaça por ai...
Já ouviu falar em Post It War? É uma movimento que está acontecendo na França. É uma "guerra" entre vizinhos, mas de forma pacifica e divertida... talvez um pouco cafona... rs
Seria muito melhor se todas as guerras fossem assim...
Desenhos são feitos em janelas com PostIt....
Dá uma olhada em algumas criações:

 
Alguma coisa me diz que o a 3M está fazendo uma liquidação de PostIt...
Dá uma olhada nessa instalação na Galeria Melissa... esse não tem nada haver como a PostIt War, mas vale apena dar uma olhada:

Bjks,
Carol

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Nem tudo sao flores

Amiga, vc falando na policia daí e o bicho pegando aqui...

Sábado rolou um pega para capar em Totthenham - não eh Totthenham Court Road, mas North London -, um bairro pobre porque a policia matou Mark Duggan, de 29 anos, na terca passada, aparentemente sem motivos, apenas pq ele estaria armado.

Fiquei sabendo da noticia numa festa. Estava na fila do banheiro e um cara me mostrou as fotos dos carros de policia queimados que ele tirou do celular dele. Ele comparou o que aconteceu ao caso do brasileiro Jean Charles, anos atras, morto no metro porque foi confundido com um terrorista.

Tudo comecou com uma vigilia em frente a estacao de policia local, onde os protestantes esperavam por uma satisfacao da policia sobre o que tinha acontecido. Com o passar das horas e nenhum retorno da policia, a confusao comecou.

Nao foram so os carros da policia que o convidado me mostrou que foram queimados. O protesto se extendeu, virou vandalismo, e ja dura tres dias.

O que se ve eh assustador. Os vandalos, muitos deles jovens encapuzados, tem sido chamados de protestantes... ???Bom, o que estamos acompanhando pela BBC nao me parece bem protesto. Parece mais uma guerra civil.

Os 'protestantes' tem em maos bombas caseiras feitas de petroleo e estao tacando fogo em tudo, alem de tambem apedrejarem o que veem pela frente. Passaram de carros e onibus para latoes de lixo e ate residencias. Estao saqueando o comercio e assaltando pedestres e ciclistas.

O que comecou no Norte chegou ao East London, Hackney, ate bem bem perto de onde moro, e a South East, Lewisham, um bairro residencial e tranquilo.

O Safer Neighbourhood da policia de Hackney ligou para os comerciantes aqui da regiao advertindo todos a fecharem as portas e isso ja esta rolando ha algumas horas. Os 'protestantes' se dispersaram, mas o medo agora eh que nao se sabe para onde foram. Eh aguardar pra ver.

Enquanto isso estamos em casa, acompanhando pelo Twitter, mas daqui nao saimos!

 

(tinha escrito esse post no auge da confusao e no fim ja estava tensa. mas gracas a Deus, pelo menos para gente aqui em casa, terminou bem. para mta gente terminou mal. os vandalos encapuzados, que dizem que fizeram isso pq sao contra o governo, forah na verdade contra os cidadaos. queimaram tudo, destruiram pequenos comercios, invadiram lojas e tacaram fogo com as pessoas dentro. Um horror que espero nao ver mais acontecendo aqui. Agora a policia esta nas ruas, por toda parte. Mas quase nem tenho saido de casa, ja que trabalho daqui mesmo e nao preciso. Por uns dias as ruas ficaram desertas, mas aos poucos as coisas estao voltando ao normal. Eu ia a Hackney Central exatamente no dia da confusao... Ainda bem que nao fui! Mas agora estou sem coragem de ir ate la. Nao por medo, mas pela revolta e tristeza que vou sentir ao ver como tudo ficou. Estive em Notting Hilll esses dias e foi um lugar que nem foi tao destruido assim, e ja fiquei impressionada. Vidracas quebradas, comerciantes colocand0 tapumes. Alguns ainda permaneciam ate ontem. Nao se ouviu falar disso na imprensa. Acho que nem eh por ser um bairro turistico, mas pq a zona chegou a cidade toda, nem tem como falar de todos os pontos. Ai vai um mapa que mostra as areas afetadas ate terca-feria, dia 09/ago, as 6h da manha. http://maps.google.co.uk/maps/ms?msid=207192798388318292131.0004aa01af6748773e8f7&msa=0&ll=51.558503,-0.055275&spn=0.114195,0.298691 Inacreditavel...)

 

 

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Tem Homem No Mercado

Sy,

Essa eu não podia deixar de comentar com você.

No inicio do mês foi lançado um blog chamado "Tem homem no mercado", com aquele tipo de ideia que sempre te leva a pensar "putz como não pensaram nisso antes?!"...

A ideia é engraçadíssima, homens se fazem fotografar em mercados, quitandas, feiras, mercearias da esquina, vale tudo... e enviam para o blog, como uma breve descrição pessoal... provando assim para meninas, descrentes, que "existe sim homem no mercado!"

Mas o que me matou de inveja foi a estatística de acesso no blog deles nos primeiros 5 dias.... rs
Um dia chegaremos lá!!!

Bjs,
Carol

domingo, 7 de agosto de 2011

Seria trágico se não fosse cômico, e seria cômico se não fosse ridículo

Sy,

Sempre fui certinha...acho que certinha até demais... deveria ter aloprado mais....rs
Nunca dei problema, nunca criei confusão, sempre fiquei na minha.... entrar numa delegacia... só mesmo para fazer um BO*, pois... não é que tive que vir para Angola para passar pela inigualável experiência de ir para uma Esquadra (a delegacia daqui), e o pior! SEM FAZER NADA!!!!

No último fim de semana de Julho aproveitei a carona do pessoal do escritório que ia trabalhar, iam fazer uma filmagens em Muxima. Alguns pontos de Angola ainda tem alguns hábitos da época do pós-guerra e fazer filmagem pode ser algo confuso, por isso a equipe anda sempre documentada para provar que a atividade é regular, enfim... para evitar problemas.
Voltando ao passeio... Muxima é um santuário, como a nossa Aparecida, em São Paulo, este é dedicado a Nossa Senhora da Conceição. Fica na Província do Bengo,voltaremos a esta questão da província em breve, quando eu explicar porque fui parar na esquadra. Muxima é uma palavra em Kimbundo, uma das linguas faladas em Angola,  e significa coração ("...não, eu ainda não aprendi a falar Kimbundo").
Próximo a igreja tem uma fortaleza. O local já foi cenário de trafico de escravos, batalhas, prisões e afins.

A igreja está reformada e estava bem cheia no dia que fomos, havia uma missa a céu aberto com um padre brasileiro...
A viagem de Luanda para lá durou umas 3h30, estão fazendo uma mega reforma na estrada e quando estiver terminada ficará ótimo, mas até lá....
o forte

Chegamos por volta de 13h30. Os meninos montaram o equipamento, gravaram, circularam, subimos até o forte, descemos... quando estávamos quase indo embora um dos meninos, angolano, foi abordado por um policial e levado para a esquadra, nesta altura eu estava longe, mas vi a cena. Ele deixou os equipamento e foi apresentar os documentos que permitem as filmagens. O tempo passou e nada dele voltar, o grupo já estava reunido, equipamento desmontado, um outro policial nos chamou, nos dirigimos para a esquadra. Como achei que era coisa relacionada a filmagem fiquei do lado de fora, com uma amiga, esperando que eles resolvessem.... mas não adiantou. Logo um outro policial saiu e nos chamou.
A esquadra tinha uma porta larga, um grande comodo, com uma mesa no centro, um oficial estava sentado anotando coisa e conversando com os meninos que já haviam entrado, uma meia parede dividia o espaço, atrás dela pude ver um beliche, havia também uma porta que não fiz a menor questão de saber aonde levaria. Sentamos em umas cadeiras encostadas na parede azul descascada... nos pediram para apresentar os documentos... OK... Anotaram nossos nomes... perguntaram o que fazíamos por lá... e o oficial chefe, aquele que estava anotando as coisas, levantou-se e começou a dar explicações do porque havíamos sido chamados.
De acordo com o que ele explicou, logo que chegamos deveríamos ter ído a esquadra e infromar que estávamos por lá... se isso é verdade, se isso já foi verdade, ou se isso é um procedimento que ele criou, eu não sei... e sinceramente não faz a menor diferença saber ou não.... Em teoria até faz sentido, digo isso porque quando se viaja de avião entre as províncias, você apresenta documentação como se estivesse entrando em outro país, pelo menos foi assim que aconteceu quando fui para Lubango, um posto e emigração  com questões do tipo, "o que vc está fazendo aqui?", "quanto tempo pretende ficar?", scan do passaporte.... Então, se há esse controle por avião, por que não haveria por terra, e realmente eu estava em outra província.... o problema é que nunca se sabe quando essas regras são oficiais ou "criadas", e nada é muito claro.

Fiquei meio revoltada com a situação, revoltada por ficar tão refém da coisas, o momento revolta já passou, e também.... não deixa de ser engraçado imaginar que não tive que fazer absolutamente nada para ser levada "presa"....

Ainda me perguntam porque  eu não dirijo pro aqui.... já imaginou se eu fosse parada por uma blitz (que aqui são ainda mais frequentes que no Rio).... Acabaria sendo presa por desacato.... não dá certo!!! Melhor continuar sem dirigir....!!! Mais seguro para mim e principalmente para eles.... rs

Umas fotos antigas que achei na internet:
a igreja
vista aérea
Bom, é isso, pelo menos valeu um post no blog. ;-)

Bjs,
Carol

*boletim de ocorrência

domingo, 31 de julho de 2011

Sy,
Andamos tão ausente do blog q em breve teremos q mudar o nome q em breve teremos q mudar para " Amiga, tenho news... mas conto assim q der..."
Tenho alguns posts prontos, vou me mexer para postar algo hoje... ;-)

Bjs,
Carol

terça-feira, 19 de julho de 2011

O que se ouve em Angola

Sy,

Lembra aquele e-mail que trocamos tempos atrás, sobre músicas que fazem sucesso aqui em Angola, pois.... Fui acometida de uma subta vontade de atualizar a lista sei que a curiosidade inicial não era sua, mas é o tipo de informação que pode fazer a diferença (rs). No dia que te pedirem novamente indicações sobre o tema basta indicar o post.

E na boa... hoje ainda é terça-feira, ou seja, esse assunto tem tuuuuuuuudo haver... hehehehehehe

Enfim, segue a lista... Misturei de tudo um pouco, ok
Mboia

Levanta o vestido
Windek

Chupa lá

Domesticado
Injusta

Doida

A Outra

Let you know my name


Não me lembro bem como começou a história, como o "maluquinho" resolveu te perguntar por músicas que fazem sucesso em Angola? Ele sabia que sua vida social já havia atingido terras africanas
Bjs,
Carol
Print it in Moleskine MSK format

domingo, 26 de junho de 2011

Moleskine

Sy,

Essa semana estava escrevendo um post quando recebi o seu.... transmissão de pensamento!! O meu também é sobre cadernos e anotações, mas um pouco mais restrito.... é sobre Moleskine
Concordo totalmente com você, apesar de gostar de modernidades tecnológicas, nada como um bom cadernos de anotações a mão para deixar a idéia fluir.
Estou contando os dias para Julho chegar e eu poder começar a usar minha 18 Month Planner. Não é a primeira vez que vou tentar usar uma agenda Moleskine, nunca tive muita disciplina para usar agenda (seja ela Moleskine ou não) acabo memorizando as coisas ou anotando no caderno de anotações... Quem sabe agora, afinal... é Moleskine!

Sei lá... amo esses caderninhos... O meu "Caderno de Sonhos" é Moleskine (large, soft cover, pautado)... o caderno de anotações... Moleskine (pocket, soft cover, plain)... o caderno de desenho.... Moleskine e o mini catálogo de esmaltes... Moleskine.
Acho que quem me ouve falar de Moleskine deve me achar meio maluca, como assim, "amar uma marca de cadernos?!", e eu sinceramente não sei explicar, cada um tem direito a suas loucuras, e essa é uma das minhas.
Não posso negar que comecei a usar estes caderninhos a alguns anos por conta do marketing envolvido, afinal era o mesmo caderno usado por Van Gogh, Picasso, Hamingway, mas depois virou um vício, agora sempre que tenho a oportunidade compro um mesmo sem precisar, só por garantia, vai que resolvem parar de fabricar (de novo...).
Quando comecei a pensar neste post pensei em colocar a história do Moleskine mas é só dar um "Google It" que a história aparece, então nada de repetir...
Não sou a única que gosta de Moleskines.... volta e meia os caderninhos aparecem em filme... "Amelie", "Indiana Jones", "Diabo Veste Prada".
  

E eles não param de inventar para agradar os apaixonados pela marca.... Agora tem uma linha Passions, para você registrar sua própria paixão, Receitas, Livros, Filmes, sem duvida já está anotado... "Comprar!"


Agora olha o charme... coloquei um link logo abaixo dessa postagem, clicando nele, você cria uma versão "Moleskine" desse post... rs :-)

Bjs,
Carol


Print it in Moleskine MSK format

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Cadernos dos sonhos

Amiga,

adorei quando você me contou que tinha um caderno para anotar seu sonhos. Hoje comprei um para mim e agora estava escolhendo a caneta que ia colocar junto ao caderinho, perto da cama... Acabei me decidindo por um lápis!

Eu costumava ter anotações soltas quando morava no Brasil, nao lembro bem a época, acredito que quando era bem mais nova, e não faço idéia de onde isso foi parar. Aliás, sempre gosto de ter papel e caneta por perto porque as idéias vem para mim na mesma velocidade que vão. Irritante, às vezes!  

É engraçado porque quando saio com uma bolsa pequena meu kit nao inclui batom, mas carteira, celular, chave de casa e... um pedaço de papel e caneta. Por vezes só uma folha arrancada de um bloco mesmo. Porque só de pensar em precisar anotar algo e não ter como me deixa em pânico.

Ok, os celulares modernos são sempre uma opção, mas quando as idéias vem em formato de furacão, só mesmo no papel. Se nao perco metade no teclado. Escrever a mao agiliza o processo, fora que sou analógica, ainda uso máquina de escrever, não se esqueça disso.

Enfim, não vou mais tirar o meu caderno dos sonhos da cabeceira. Meu desafio será anotar os sonhos com o máximo de detalhes possiveis.

Lembro que quando ia anotar geralmente esquecia na metade. E com você, também é assim?

Bjks,

Syl.

terça-feira, 31 de maio de 2011

quem nao arrisca...

Amiga... como diria o sabio Andrezinho na epoca do colegio: “quem nao arrisca nao petisca!”.

As vezes da medo, mas se nao tentar, como vc vai saber se iria dar certo ou nao? Alem do mais, a vida nao eh so feita de vitorias, de vez em quando o salto quebra. Mas nada de cair, o negocio eh equilibrar e continuar andando. Na passarela!

Entao nao tem desculpa. E se nao arriscar?!  Nunca sabera a resposta!

 

Ai, achei lindo seu poema. Deu vontade de usar em alguma instalacao. Vc me inspirou. Mais uma ideia para o meu banco de ideias...

 

 

 

365 - 101 - 23

Oi Carol!

 

O titulo do post mais parece jogo do bicho. Mas nao eh, nao. Deixa eu explicar...

 

Amiga, simplesmente amei a sua sugestao do Blog 365 Nuncas. Eh sensacional e de fato uma inspiracao e tanto. Quantas dicas boas. Falando em coisas novas, esse tambem eh meu primeiro post enviado por email. Espero que saia tudo nos conformes!

 

Essa coisa de numeros me fez lembrar do Projeto 365 no qual durante um ano as artistas plasticas Cassia Aresta, Helenita Peruzzo e Rosa Grizzo produziram uma obra de arte por dia. As telas funcionam como paginas de um diario que narram suas experiencias artisticas e discutem a concepcao de tempo para as artistas.

 

O resultado foi uma exposicao que rodou o Brasil e o mundo e algumas imagens podem ser vistas no blog http://rosagrizzo.wordpress.com/portifolio/diferentemente-iguais/365-2/.

 

Achei inspirador porque de fato se vc nao se coloca um compromisso, metas, as ideias vem e passam. Ficam na gaveta.

 

Fiquei pensando em me propor escrever uma historia por dia... Tvz por semana? Nao sei se vai dar certo, mas vou tentar.

 

E voltando as listas, a Time Out tambem tem uma lista 101 coisas para fazer antes de deixar Londres (http://www.timeout.com/london/features/2253/101_things_to_do_before_you_leave_London.html). Tinha lido antes de vir morar aqui e ja nem me lembrava mais da existencia dessa materia. Mas fiquei feliz pq ja tiquei varias das opcoes, como por exemplo tomar um cafe ao som de musica classica na cripta da Igreja St Martins in the Field, em frente a National Portrait Gallery, em Charing Cross. Foi uma das primeiras coisas que fiz em Londres quando cheguei aqui. Um amigo meu ingles me levou la e tenho a lembranca de ter comido um dos melhores crambles ate hoje nessa cidade. Hmmmm!

 

Bom, vc provavelmente tb ja fez boa parte das sugestoes, vale dar uma conferida!

 

Outra boa com o numero eh o livro “Anthopology and a hundred other stories”, do Dan Rhodes, uma colecao de 101 historias escritas com 101 palavras cada, todas sobre namoradas. Ele expos algumas delas nuns quadro-negros durante um evento literario.

Ai vai uma para vc ler e se divertir:

 

anthropology_dan rhodes_boards_mould.jpg

 

Isso me fez lembrar da minha colecao de short stories ‘23secs’ (http://sylviamorgado.wordpress.com/2010/05/01/23seconds/), na qual conto 23 historias que acontecem em 23 bits. Olhando de fora parece complicado, mas escrever dentro do formato foi prazeiroso para mim. Mas considero meu formato mais simples do que o do Rhodes. Fico imaginando no caso dele como deve ter sido a escolha de cada palavra quando se tem de usar 101 exatamente... Eh um desafio, mas acho que depois de algumas historinhas parece que o cerebro se acostuma e tudo flui.

 

segunda-feira, 23 de maio de 2011

E se...?

Amiga,

Me acompanha neste pequeno devaneio...

E se eu disser tudo o que quero? E se eu não tiver tanto medo? E se eu insistir mais? E se eu esperar mais? E se eu tentar acelerar o tempo? E se eu simplesmente não fizer nada? E se eu ligar? E se for o momento de tentar? E se for a hora de esquecer? E se eu não ligar? E se eu for surpreendida? E se eu fizer tudo diferente? E se eu preferir outra coisa? E se eu chorar? E se eu quiser ficar em casa? E se eu tomar um porre? E se eu quiser comer? E se eu decidir dormir mais? E se eu não quiser dormir? E se eu não falar? E se eu não insistir? E se eu me divertir? E se eu quiser sair? E se eu perder a paciência? E se for a hora de mudar? E se eu quiser mais? E se eu mandar um e-mail? E se eu não quiser ver o sol? E se eu dirigir? E se eu mudar de direção?
E se eu mudar de opinião? E se eu mudar o foco?
E se eu decidir ficar? 
E se eu decidir ir embora? 
E se eu quiser simplesmente mudar tudo?
E se eu quiser arriscar?
E se eu fizer a escolha errada?
E se eu fizer a escolha certa?

E se eu nunca souber no que poderia resultar?

Faz alguma diferença pensar tanto????

Thanks for listen to me....
Kisses